Please assign a menu to the primary menu location under menu

Se você faz cara feia para alguns alimentos, então provavelmente tem uma alimentação seletiva. Está tudo bem em tirar a cebola da pizza. Também está tudo bem em pedir para tirar a maionese do lanche. Ou em criar uma baita expectativa para comer lasanha só para ficar frustrado ao descobrir que é de berinjela. Não se preocupe, eu sei que não é frescura! Você é um tanto quanto seletivo na alimentação. E está tudo bem porque muitas pessoas são como você.

Para te consolar fiz uma lista de prós e contras em ter uma alimentação seletiva. Está pronto? No mínimo vai ser divertido e você vai se identificar, tenho certeza!

E a melhor parte? Ainda vou sugerir 5 refeições caseiras que tem gostinho de comida de Mãe! Assim você pode comer tranquilo, sem se preocupar com um monte de coisa “estranha” no meio.

O que é alimentação seletiva?

Existem pessoas que simplesmente não comem certos alimentos ou ingredientes. Sabe aquele amigo que passa pelo buffet fazendo caras e bocas? Ou aquele que fica olhando o prato dos outros e perguntando “o que tem nisso aí”? Aposto que ele não faz isso por frescura. Na verdade ele pode ser simplesmente um seletivo alimentar.

Não entenda como seletivo alguém enjoado que escolhe o que comer por simples chatice, pois há muitos fatores que contribuem para uma pessoa rejeitar certos alimentos. Acredite, não é apenas frescura. A alimentação seletiva é um transtorno alimentar que normalmente começa na infância.

Quando a gente é criança queremos apenas coisas gostosas para o nosso paladar. Não importa se estamos segurando uma bolacha ou cenoura, se agrada o nosso paladar, então nos agrada! Mas algumas crianças apresentam reações aversivas a alguns alimentos seja pela cor, textura ou sabor. Essas reações podem ser simples como um aceno negativo de cabeça ou mais complexos como o ato de engasgar ou até vomitar. Eu sei, coitada. Por isso é importante não forçar a criança a comer nenhum alimento aversivo nesse momento. Espere um tempo e, em outro momento, vá reintroduzindo de forma gradativa o alimento. Você pode até prepará-lo e apresentá-lo de diferentes formas.

 

Não é frescura!

Esse é um tema extremamente complexo, pois há muitas variáveis que influenciam no desenvolvimento da alimentação seletiva. Quando envolvemos crianças, o assunto ganha outro patamar. No entanto, é importante conhecer alguns aspectos emocionais e orgânicos que determinam a alimentação seletiva, pois muitos adultos permanecem ou passam a ser seletivos quando são mais velhos. E não é apenas uma questão de gosto.

Muitas vezes não se identifica o que impede uma pessoa adulta de comer ou provar algo. Mas esse tipo de comportamento pode ser melhorado mesmo na vida adulta, basta ter força de vontade. Normalmente o tratamento envolve a exposição frequente aos alimentos recusados. Que seja preparando-os de diferentes formas, propondo-se a experimentar pelo menos dez vezes. E então, quando estiver um pouco acostumado, introduzir à rotina alimentar.

Alguns adultos acabam sentindo-se constrangidos por não comerem alimentos que normalmente as pessoas ao seu redor consomem. Se isso acontece com você, então deve entender o que estou falando. Muitas vezes essas situações podem até criar um mal-estar por fazerem com que todos passem a prestar atenção em você. Afinal, você é o diferentão que não come isso ou aquilo.

Mas calma, você não é o único que pede macarrão sem molho. Existem muitas pessoas como você, então está tudo bem não comer certos ingredientes ou alimentos! Isso também não implica necessariamente que você possui qualquer problema alimentar.

Eu expliquei tudo isso para te mostrar que, se isso está sendo um problema na sua vida, aí sim você deve ver a situação com outros olhos. Se esse fator te impede de fazer amizades, mantê-las ou até mesmo restringe demais sua dieta, impedindo que você consuma os nutrientes necessários… aí sim seria legal conversar com um médico ou nutricionista. Ok?

Delivery de almoço

Uma lista para te fazer bem

Se você é seletivo com a alimentação, então certamente escolhe a dedo o que coloca no seu prato. Conforme dissemos acima, essa atitude pode trazer comentários e situações constrangedoras. Mas não vamos olhar apenas por esse lado!

Eu tenho vários amigos que não comem certos alimentos. Para não carregar um aspecto negativo nessa atitude, eu prefiro falar que eles “comem de tudo, mas nem tudo”. Assim fica mais fácil de entender. A fulana come lanche? Sim, mas sem maionese. O ciclano come pizza? Sim, mas tira a cebola. Viu? Eles comem tudo, só tiram umas coisinhas.

Como sei que muitas pessoas se identificam com situações semelhantes, decidi fazer uma lista de prós e contras! Assim, consigo te mostrar que de vez em quando é legal experimentar coisas novas. Mas também te conforto mostrando que está tudo bem ser assim, do jeitinho que você é!

Prós e contras em ter uma alimentação seletiva

Comer em restaurantes

Contra: Raramente existe um item no cardápio que combina certinho com o que você come. Dessa forma, você sempre tem que pedir para alterar alguma coisa. Quando seu pedido vem errado, você tem que devolver e pedir outro. Aí sempre fica aquela pulga atrás da orelha se o garçom vai levar pro lado pessoal. E se decidirem descontar a raiva na sua comida?!

Pró: A parte boa em comer em restaurantes é ter a certeza que seu prato será feito na hora. Pois como você pediu um item que não estava certinho no cardápio, então não estava previsto. Comidinha fresca é sempre bom, né.

Almoços com a galera

Contra: Em almoços com a galera, sempre as pessoas tem algum comentário sobre seu prato. Ou ele não está colorido o suficiente, não tem legumes ou está destruído por você tentar tirar o ingrediente X do meio. Em almoços com a galera, sempre algum comentário será direcionado a você, por mínimo que seja.

Pró: Sempre que você está com amigos e não come alguma coisa, sobra para alguém comer! Que atire a primeira pedra quem não tem aquele amigo que come de tudo – se deixar, até a própria pedra que você jogar. Rs.

Eventos e ocasiões especiais

Contra: As pessoas pensam que ocasiões especiais envolvem ingredientes especiais. O único problema é que tem gente que não come coisas muito… diferentes, por assim dizer. Portanto, para quem tem alimentação seletiva, isso pode ser complicado. O que acontece é que você acaba não sem opção do que comer e passa o evento todo assistindo os outros comendo.

Pró: Ao não comer no evento você pode se deliciar sem culpa em qualquer fast food que encontrar no caminho de casa! Afinal, você passou algumas horas apenas assistindo a galera, você merece!

Almoço/Jantar na casa de amigos

Contra: Quando você está em um evento, é fácil simplesmente não se servir da comida do buffet. No entanto, se você vai comer na casa de amigos, parentes ou sogros… Como falar não?! Eles prepararam uma refeição especial para você! A solução é enfrentar o constrangimento da recusa ou acabar comendo, mesmo sem querer.

Pró: A parte boa em situações assim é que você realmente se sente amado. Muitas vezes as pessoas se oferecem a fazer uma opção para você. E se não acontecer, você sempre pode recusar educadamente e aproveitar da companhia das pessoas! 

Cardápio caseiro que você pode comer sem medo

Para que você possa comer sem medo de ser feliz, fiz uma seleção especial de comida caseira! São 5 opções de pratos caseiros para você se programar para a semana toda. 

Parmmeggiana de carnne

Parmegiana especial de carne bovina, acompanhada de batata palha e legumes salteados (couve flor, brócolis e cenoura).

Lazânia à bolonieza

Lasanha à bolonhesa, acompanha arroz branco e batata palha.

Estrogonofrango

Tradicional estrogonofe de frango com arroz branco, batata palha e legumes salteados (couve flor, brócolis e cenoura).

Marmo carne

Tiras de carne acebolada acompanhadas de arroz, feijão e farofa.

Massa bolonhesa da mama!

Fettuccine de massa artesanal (produzida com ovos frescos) com molho a bolonhesa feito com carne bovina, panceta e tomates italiano.

Bora comer!

O que você está esperando!? Aposto que pelo menos um desses pratos você come, então entre no site www.marmotex.com e peça sua marmô!

Almoço no trabalho

Leave a Response